Raiz de Davi
Um comentários

Testemunho de Vida de Andre Valadao - O Senhor Sempre Esta

André Valadão (Belo Horizonte, 16 de abril de 1978) é um cantor de música gospel, compositor, pastor evangélico e apresentador brasileiro.
Faz parte do grupo gospel Diante do Trono, liderado por sua irmã Ana Paula Valadão Bessa, desde 1998. Em sua carreira solo, iniciada em 2004, lançou cinco álbuns, sendo quatro com músicas de sua autoria. André Valadão recebeu o prêmio Troféu Talento em diversas categorias.





Testemunho


É sempre muito forte em mim a realidade da nova vida em Cristo. As pessoas que estão sempre ao meu redor sabem o quanto eu creio no novo nascimento e na realidade da nossa herança celestial com Cristo Jesus.

Nasci em um lar evangélico, meu pai recebeu o seu chamado pastoral aos 17 anos de idade, e aos 23 anos assumiu o pastorado da igreja aonde estamos até hoje. Eu cresci envolvido com a realidade ministerial, me lembro que muitas vezes me encontrava em reuniões de pastores, de líderes e até aconselhamentos com casais, mesmo sendo eu uma criança. Essa foi a forma que meu pai encontrou para que sempre estivéssemos juntos, não me arrependo nem um pouco, pelo contrário, a vida do meu pai é realmente uma referência para mim. Meu pai sempre muito ocupado no ministério, não se afastou de mim, ele sempre teve a consciência da importância da presença dele ao meu lado, então, junto a ele eu cresci e conheci muitas coisas maravilhosas da vida ministerial.

Me lembro certa vez que eu e mais dois primos estávamos em casa brincando, eu devia ter uns 10 anos de idade, e no meio da nossa brincadeira meu pai nos chama para ir ao parque, nós com muita alegria largamos tudo o que estávamos fazendo e corremos para ir com ele. No caminho, ele dizia: - qual parque estamos indo? E nós respondíamos o nome de vários parques que conhecíamos em Belo Horizonte, cidade onde nasci e vivo até hoje, bem, ele dava gargalhadas até que vimos que ele nos levou para um cemitério para fazer um velório, o nome do cemitério é Parque da Colina, assim que chegamos ele não parava de rir, no começo ficamos chateados, mas depois caímos na brincadeira com ele, e até ali mesmo nos divertimos. Uma outra vez, fui a outro velório com meu pai e eu muito pequeno observava as alças do caixão que batiam na altura da minha cabeça, e de tempo em tempo eu corria e batia nas alças do caixão, até que no meio do culto que meu pai dirigia eu me dependurei na alça balançando o meu corpo e o “morto” só faltou cair no chão. Naquele dia eu “apanhei” no cemitério mesmo. Bem, mesmo assim, hoje eu posso rir de tudo o que aconteceu e dizer: “as misericórdias do Senhor certamente se renovam a cada manhã…”.

Assim eu cresci, na minha adolescência eu tive maravilhosas experiências com Deus, me envolvi em missões com JOCUM e nos ministérios da minha igreja local. Sempre fui muito agitado, alegre e fantasioso. Minha imaginação foi sempre tão fértil ao ponto das minhas professoras da escola chamarem minha mãe ao colégio e perguntarem a ela se realmente tudo o que eu falava era verdade, minha capacidade de convencê-las, mesmo eu sendo tão pequeno as deixavam em dúvida.

No final da minha adolescência, mesmo com grandes experiências com Deus, fui terrivelmente influenciado por amizades erradas. Por ser filho de pastor existia sempre uma cobrança sobre a minha vida que graças a Deus nunca vieram dos meus pais, mas de muitas pessoas, pois na minha adolescência a igreja já era muito grande.

Mesmo envolvido na igreja, da idade de 16 aos 19 anos eu vivi mergulhado no pecado, uma verdadeira farsa. Haviam Domingos e Sábados que após aos cultos eu ia com outras pessoas para “baladas”, “festinhas” e com isso me prendia dia a dia na podridão desse mundo. Mesmo em tanto pecado eu sempre tinha um grito dentro de mim clamando por santidade, separação, compromisso que falava mais alto que os pecados que eu cometia. Aos 19 anos eu decidi viver para Deus, cansado de trazer certas tristezas em primeiro lugar para mim mesmo e é claro para os meus pais, eu orei e pedi a Deus que me capacitasse a ser realmente um homem escolhido, ungido para trazer transformação a esse mundo.

Me lembro de inúmeras pessoas que oraram por mim, pessoas ungidas, conhecidas mundialmente, porém nada parecia surtir efeito, porque na verdade, dependia de mim mesmo. Creio no poder da oração sim, creio que ela rompe barreiras espirituais que nós não vemos, cordões que nos prendem ao ponto de muitas das vezes apenas sentirmos a nossa vida amarrada, tenho certeza que as orações da minha mãe principalmente foram lançadas sobre mim e dia a dia Deus abria os meus olhos espirituais, até o dia em que vi a necessidade da minha libertação. Jesus mesmo disse em João 8:32 I “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. Eu fui conhecendo a verdade e escolhi viver a liberdade de vida que vem de Deus.

Por onde quer que eu vá o Senhor sempre está, por onde quer que eu vá, tu estás.

Nunca vou me esquecer dessa verdade, eu já era salvo, cheio do Espírito Santo, porém, houve um momento em que percebi que não poderia viver sem o amor de Deus. O ar que respiramos, o bater do nosso coração espiritual é o amor que vem de Deus.

Deus é maravilhoso comigo, assim que me casei fui morar em uma casa linda, com muito verde e amplos quartos, em um deles eu fiz de escritório, um local aonde busco estudar e orar. Certo dia estava ali, fazendo meus afazeres, em frente ao computador e ouvindo um DVD de adoração, de repente me veio a melodia e a letra do coro da música o Senhor Sempre Está “por onde quer que eu vá o Senhor sempre está”, na hora eu dei um pulo na cadeira, peguei meu celular e gravei a melodia, corri para o piano que tenho em minha sala e comecei a adorar ao Senhor. Comecei a cantar o coro da música várias vezes, me vi no alto dos montes, em vales profundos, porém havia em meu coração enquanto eu cantava uma certeza, Deus estava sempre ao meu lado. É como Davi descreveu no Salmo 23, “ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque Tu estás comigo…” Meu coração foi se enchendo de riso, de alegria e comecei a me lembrar do resgate de Deus em minha vida.

Desde o dia em que aceitei a Cristo a minha vida mudou, não posso mais viver sem o Seu amor. Meu companheiro é seu Santo Espírito, pra sempre me guiará, mesmo no vale da morte comigo está.

O dia que tomei uma postura diante de Deus, que me olhei no espelho aos 19 anos de idade e disse para mim mesmo: Vou ser um homem de Deus. Nesse dia a minha vida verdadeiramente mudou, me tornei dependente do amor de Deus, viciado em sua presença, apaixonado por suas palavras e desejoso pelo seu toque. Assentado no piano, essa era a imagem que vinha em minha mente, na minha lembrança.

Será que você se lembra do dia que você verdadeiramente decidiu que a presença de Deus se tornaria tudo em sua vida” Peça agora ao Espírito Santo para te trazer a memória, te inspirar, quem sabe Deus vai te dar uma música agora mesmo!”

Se eu cair no mais profundo abismo, contigo encontrarei, com a alegria de Cristo me fortalecerei. Quando esiver perdido em pensamentos, pra longe me ausentar, com sua graça estarás pra me resgatar.

“As misericórdias do Senhor se renovam sobre nós a cada dia”. Essa frase é gravada em meu Espírito, principalmente quando me deparo com situações aonde vejo como sou fraco em mim mesmo, e como preciso da presença do Senhor em todas as áreas da minha vida. Em nossa caminha com Deus, constantemente somos desafiados a enxergar horizontes mais e mais lindos, porém, mais e mais distantes aos nossos próprios olhos. É como se vivêssemos sempre em “crise”, vemos um horizonte e buscamos alcançá-lo, procuramos chegar ao alto de uma montanha, e logo quando alcançamos, percebemos que existe um outro horizonte, uma montanha mais alta. Bem, assim é o nosso crescimento, a nossa vida com o Pai celestial, e creio que é assim que devemos pensar. Sempre felizes, mas nunca satisfeitos. Constantemente em nossa igreja e ministério somos desafiados por Deus a fazermos jejuns, votos, realmente nos colocando em uma posição que tira de nós um pensamento que já alcançamos o objetivo final. Essas músicas para mim são apenas o começo de algo que Deus irá fazer em minha geração e em minha nação, porém eu sei que terei de pagar um alto preço de lágrimas, renúncia e separação.

Abismos, obstáculos, barreiras e muitas outras palavras fazem parte do vocabulário de todo aquele que está se empenhando para cumprir com excelência o chamado, a visão. Uma pessoa que vence é uma pessoa que nunca desiste. A partir do momento que recebemos a direção de Deus para nossa vida, então haja o que houver, não importa, o próprio Deus irá nos capacitar para o cumprimento desse sonho, desse projeto. Porém, inúmeras vezes parece que estamos andando de acordo com a palavra de Deus e ao nosso lado direito existem leões querendo nos devorar e ao nosso lado esquerdo um abismo tão profundo que parece não ter fim. Glória a Deus pois “lâmpada para os nossos pés é a sua palavra e luz para o nosso caminho”, o entendimento da palavra de Deus é algo tão maravilhoso que as vezes eu tenho a impressão que Deus está assentado no meu escritório ou ao meu lado no piano falando comigo em uma conversa bem informal, e quando ouvimos a Deus, por mais que tenhamos ao nosso redor abismos e inimigos, Aleluia, a sua voz nos guia em paz e miraculosamente ao alvo.

Muitas vezes eu me vi em abismos profundos, pecados que cometi, e erros que conscientemente decidi fazer. Abismos, muitas das vezes são causados por erosões, vem as chuvas, e o solo não consegue reter a água fazendo então no solo marcas que chamamos de “acidentes” no solo. Em Belo Horizonte, temos muitos terrenos repletos de erosões, grandes buracos, principalmente porque minha cidade é rodeada de montanhas, e por isso temos morros muito altos, ladeiras que alguns carros nem conseguem subi-las, outros não podem desce-las. Alguns desses abismos são aprofundados ano após ano, dia após dia, e muitas vezes temos deixado grandes abismos em nosso coração, em nossa caminhada, em nossa intimidade com Deus.

Foi com esse pensamento que Deus me trouxe essa verdade, que mesmo em mais profundos abismos, Ele estaria ali, com misericórdia, com uma nova chance, com um sorriso em seu rosto para me encorajar a subir, crescer e me elevar ao lugar aonde eu tinha estado, no alto ao seu lado, reinando em vida.

Me recordo em uma viagem do Diante do Trono que fizemos para Bahia, e fiquei no quarto com um querido irmão que toca no grupo. Ele me disse que certa vez teve uma visão que o curou imensamente, ele se viu em um lugar muito lindo, repleto de verde, em um dia muito lindo, porém, ele estava sujo, cheio de pecado e qual é a sua surpresa que ele se encontra com Jesus, e o que mais o deixou impressionado foi que, mesmo que ele estivesse tão sujo, Jesus o chamava constantemente para si, dizendo, quero te abraçar, te amo, e ele dizia, Senhor, estou tão sujo, em tantos pecados, e a impressão que ele tinha era que Jesus nem via a sua sujeira, o seu pecado, muito pelo contrário, Jesus o amava e constantemente o chamava a intimidade. Isso ficou fixo em minha mente, e hoje eu entendo que a alegria de Cristo é nos ver crescer, deixar de lado os pecados, o velho homem e dia a dia aprendermos a andar como Ele andou, e agir como Ele agiu.

É com alegria que Jesus nos restaura, nos renova, talvez você está se vendo em um abismo hoje, mas mantenha a sua fé em Cristo, Ele está com você, completamente disposto a sorrir e dizer: “venha como estás, mesmo nesse profundo abismo, pois o abismo em que eu fui por você com certeza foi muito mais profundo do que esse, eu posso te erguer novamente”.

Jesus, comigo está, nunca me deixará, comigo está, sempre me guiará.

Eu tenho uma prática em minha vida de oração, de comunhão com Deus, que é o de confessar a palavra, versículos, promessas que Deus ministra sobre nós. As pessoas que me conhecem a mais tempo sabem como amo pregar a palavra da fé, foi essa palavra que me trouxe ao lugar que estou hoje, Deus usou a vida de um homem que esse mundo não era digno dele, um homem que foi curado em sua adolescência de uma enfermidade mortal e que durante mais de 60 anos pregou o evangelho e formou discípulos de todas as nações, Kenneth E. Hagin, durante três anos da minha vida morei nos Estados Unidos da América, dois desses anos eu morei em Tulsa no estado de Oklahoma, e lá eu mergulhei no ministério desse homem. Foi onde me formei no seminário pastoral, onde ministrei pela primeira vez o poder curador de Jesus na vida de enfermos e coloquei em prática a fé que vem de Deus.

Naquele lugar, o espírito da fé, da vitória era como o ar que respiramos, era como se eu estivesse dentro de uma “bolha”, ali, notícias ruins não entravam, mas somente se falava das promessas, do ponto de vista de Deus, que sempre conhece vitória e que nunca será derrotado. Em muitos momentos ali eu aprendi a orar através da palavra, declarando versículos sobre minha vida e sobre tudo que eu iria fazer em minha vida e ministério. E hoje percebo que Deus trouxe isso para cada música, cada letra, elas são realmente a forma que eu oro, que eu falo com Deus. Muitas vezes posso ter lágrimas em meu rosto, mas abro um sorriso e faço a escolha de declarar a palavra de Deus por mais impossível que seja aos olhos humanos.

Essa declaração que fazemos no final dessa música é exatamente a realidade do coração de Deus para nós, Ele não vai nunca nos deixar e nunca nos desamparar.

Hoje você pode dizer para si mesmo: Por onde eu andar eu irei acompanhado pela presença de Deus, mesmo que seja no vale da sombra da morte, ou no mais profundo abismo, Ele está com você e sempre te guiará a toda verdade. Você tem a luz de Deus, o Espírito Santo te dirigindo, pois você é filho e com certeza, seu Pai Celeste não te deixará no escuro, no frio, mas te levará para um lugar de vitória e maravilhosas conquistas.

Deus abençoe
André Valadão
contato@andrevaladao.com
Fonte: Vida Nova Music

Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. paz do senhor me chamo eduardo tenho 19 anos Esse testemunho do prandre valadao falou muito ao meu coracao estava me vendo quando ele falava da sua adolecensia no momento que estava loge. Deus gloria aleluia ao salvador pois eu pode me firma nessa alianca.

    ResponderExcluir

Não serão aceitos comentários sem identificação.

 
Exibir/Esconder
Top