Raiz de Davi
Um comentários

Sermão Lições para se guardar para toda a vida


INTRODUÇÃO:
Fico eu pensando o que seria mais valioso nesse mundo alem da minha própria vida, e chego a conclusão que não nada tão valioso quanto as lições que aprendi com ela, com os outros e com Deus. Mostrarei aqui apenas quatro dessas lições que uma pessoa muito especial para mim viveu e me ensinou, essa pessoa é a minha vovó Amália. Uma pessoa que eu nunca escutei reclamar de como era, sempre humilde, de bom coração e que gostava muito de ficar com aqueles que gostavam dela.


PRIMEIRA LIÇÃO - DE VALOR A SI MESMO

“Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?” Mateus 6.26

É costumeiro ouvir várias vezes as pessoas reclamarem da vida, ou disso ou daquilo e principalmente de si mesmas, nunca estão contentes, ou meu cabelo é ruim, ou estou muito gorda, ou minha voz é muito feia, ou sou muito magro e assim por diante.

Normalmente as pessoas que não dão valor a si mesmo são infelizes, estão sempre reclamando de tudo e de todos, pois não aceitam como Deus as fez e como tudo acontece. Isso acontece quando eu não consigo perceber que Deus me fez com suas próprias mãos, que Ele deu sua própria vida por mim e que sabe todas as coisas.

Uma das lições que aprendi, foi ser eu mesmo e dar valor ao que eu sou. Aprendi que sou único e que não existe ninguém igual a mim, eu não posso ser igual a ninguém e ninguém pode ser igual a mim, podemos ser apenas parecidos, mas nunca seremos iguais. Existe aquele velho pensamento que parece ate ser correto: “...quando Deus nos fez, Ele jogou a forma fora...”, nos sabemos que Deus não usou forma nenhuma para fazer Adão do pó da terra (“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em seus narizes o fôlego da vida: e o homem foi feito alma vivente. Genesis 2.7”), quando a Bíblia diz “formou” posso interpretar esse verbo no versículo como se nos fossemos sem forma e vazios. Para algo se transformar é preciso que algo aconteça, assim como para a água congelar é preciso colocá-la em um lugar refrigerado o mesmo aconteceu conosco, nos passamos pelas mãos de Deus, Ele nos foi dando forma até chegarmos até o que o nosso corpo é hoje. O meu fôlego de vida também é vindo de Deus, pois é ele o criador de tudo e de todos, por isso o meu corpo e a minha vida foram formados pelas suas mãos e a Ele pertencem.

Quando crescendo começamos a pensar que somos mais espertos que Deus, que podemos fazer mais do que Ele, imaginamos que as coisas não deveriam ser como são, deixamos de ser dependentes de Deus, agimos por conta própria. Porém o próprio Deus nos pede “Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Provérbios 3.5”. Mas somos rebeldes, nos tornamos independes, deixamos de crer, colocamos a culpa em Deus pensando que foi Ele quem preparou coisas ruins para nos, mas foram as nossas próprias escolhas.

A primeira importante lição que aprendi com uma pessoa muito especial foi essa de me dar valor, pois não sou qualquer coisa nesse mundo, eu sou aquilo que Deus sonhou pra mim e Ele não me abandona. Se você se considera uma pessoa sem valor, saiba que Jesus pagou um preço imensurável por você, sua vida vale muito, é tão preciosa que nenhuma outra pessoa conseguirá pagar o preço que foi pago por você. Dar valor a mim mesmo é aceitar que Deus me fez como Ele quis e que sou filho Dele. Você tem um preço valioso! O sangue do cordeiro perfeito (“5 - Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem.
6 - O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.” 2 Timóteo 2.5-6), não deixe que ninguém diga o contrário.

Minha vovó sempre gostou de si mesma, sempre pedia para minha tia “me penteia”, “estou bem vestida?”, gostava de colocar uma flor atrás da orelha, nunca escutei ela dizer “que cabelo feio eu tenho”, ou “ninguém se importa comigo, estou abandonada”, ou “que vida chata”. Ela sempre foi uma pessoa de bem com a vida e de bem consigo mesma, ela aprendeu a dar valor a si mesmo.


SEGUNDA LIÇÃO – SER HUMILDE

“3 - E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus.
4 - Portanto, aquele que se tornar humilde, como este menino, esse é o maior no reino dos céus.”
Mateus 18.3-4

Jesus andava rodeado de pessoas, algumas com o coração carregado de vaidades. Aquele tipo de pessoa que apenas quer o próprio bem, por isso Jesus pediu a uma criança que se aproximasse e ensinou uma importante lição de humildade aos seus discípulos: “para ser grande no Reino de Deus é necessário tornar-se como uma criança na malícia, ter um coração puro e humilde, que agrade a Deus.”

Ser humilde não é sinônimo de ser pobre como muitos pensam. Uma pessoa rica pode ser humilde. Humildade é ter um coração puro sem segundas intenções, é buscar a Deus pelo que Ele é e não pelo que Ele pode me dar. É fazer as coisas como Cristo faria ao meu irmão. É estender as mãos aos necessitados.

Ninguém sabe tudo. Um dos principais e mais importante segredo para se ter uma vida tranqüila, com paz e vitoriosa é reconhecer a nossa limitação, e nossa necessidade de um poder maior em nossa vida. Grandes líderes bíblicos que assim fizeram tiveram grande destaque, Moisés reconheceu ser pesado de língua (“Então disse Moisés ao Senhor: Ah Senhor! eu não sou homem eloquente, nem de ontem nem de anteontem, nem ainda desde que tens falado ao teu servo; porque sou pesado de boca, e pesado de língua. Êxodo 4.10 ”); Isaías reconheceu ser um homem de lábios impuros (“Então disse eu: Ai de mim, que vou perecendo! porque eu sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios: e os meus olhos viram o rei, o Senhor dos Exércitos! Isaias 6.5”), e Jeremias disse que não passava de uma criança (“Então disse eu: Ah! Senhor JEOVÁ! Eis que não sei falar; porque sou uma criança. Jeremias 1.6”). É necessário reconhecer que somos fracos e limitados. Não devemos nos considerar auto-suficientes e sim dependentes de Deus, quando assim o fizemos nos exalta (“O Senhor eleva os humildes e abate os ímpios até à terra” Salmos 147.6).

Uma das lições mais difíceis de aprender talvez seja essa, pois ser humilde é servir, e nos gostamos de ser senhor e não de ser servo. Ser humilde é reconhecer que há coisas que eu não consigo fazer.

Já dizia Tiago e Thomas Watson:

“O coração humilde é o trono de Deus quanto à sua presença em graça; o céu é seu trono quanto à sua presença em glória” Thomas Watson
“Antes dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, dá, porém, graça aos humildes.” Tiago 4.6

Observamos que Deus dá graça aos humildes, graça é um favor imerecido, é a compaixão de Deus, é algo que por nos mesmos não mereceríamos nem mesmo se trabalhássemos a vida toda para receber, é a expressão do amor de Deus, sendo a expressão máxima do seu amor revelado em Jesus. Por isso que a salvação é dada pela graça (“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus;” Efésios 2.8) , por isso recebemos a salvação quando nos tornamos humildes reconhecedores da grandeza de Deus, pois ele “...dá, porém, graça aos humildes.”. Somente receberemos bênçãos e milagres de Deus quando a humildade verdadeiramente for vivida por nos.

Minha vovó foi uma das pessoas mais humildes que já conheci, tremendamente simples. Uma pessoa que você olhava no rosto reconhecia humildade e admirava. Deus exalta o humilde, quando olhamos para a face de uma pessoa humilde podemos ver o que é o verdadeiro desejo de Deus para nos, a humildade.


TERCEIRA LIÇÃO - AS TUAS PALAVRAS REVELAM O QUE VOCÊ TEM NO CORAÇÃO.

“27 - Retém as suas palavras o que possui o conhecimento, e o homem de entendimento é de precioso espírito.
28 - Até o tolo, quando se cala, será reputado por sábio; e o que cerrar os seus lábios, por entendido.”
Provérbios 17.27-28

Também é comum ouvirmos: “Que boca suja!”, “Não tem educação não?”, “Que mal criado!”, “Que mal educado!”. Alguns pais chegam até a dizer: “Vou lavar a sua boca com sabão!” ou “Vou te fazer comer pimenta!”. Mas o pior mesmo acontece com a nossa língua solta, acabamos de dizer algo e em seguida vem “Ai... perdão meu irmão, falei sem pensar”, ou “Misericórdia Senhor, não foi essa minha intenção ”. Meu querido a boca fala do que há no coração (“Mas, o que sai da boca procede do coração, e isso contamina o homem.” Mateus 15.18), se eu falar mal de alguém é porque no meu coração há inveja e ódio, se eu discuto com alguém é porque no meu coração reina a irá, se eu digo palavras que entristecem alguém é porque no meu coração não é completamente de Deus.

As guerras começam por palavras que foram mal entendidas ou faladas em momentos inoportunos. A paz acontece quando os homens se entendem através de conversas. Dependendo do modo como são ditas, as palavras podem tanto unir quanto separar as pessoas.

“5 - Assim, também, a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia.
6 - A língua, também, é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno.” Tiago 3.5-6

Jesus disse que o que contamina o homem não é o que entra pela boca, mas o que sai da boca, pois dela vem às palavras do coração (Mateus 15.18,19). O nosso coração é o lugar mais secreto que existe, é o centro das nossas emoções, é um lugar onde podemos esconder algo de todos, menos de Deus (“Todo o caminho do homem é reto aos seus olhos, mas o Senhor sonda os corações.” Provérbios 21.2). Do meu coração posso extrair riquezas de incomparável valor e também o pior que há em mim. Como é do meu coração que procedem as palavras que eu falo então é como ele que eu tenho que me preocupar e não com a minha língua, o que eu plantar nele é o que os outros irão colher de mim através das minhas palavras e ações. Deus sondas os corações, mas Ele dá ordem a ele.

Da boca de minha vovó nunca escutei uma palavra de desprezo por alguém, uma palavra de ódio, ao contrário, somente escutei uma voz sempre preocupada com o bem estar dos outros, sempre nos tratava da melhor maneira possível, exemplo de um coração puro, sem magoas e sem discórdia, um exemplo.
Um coração puro é algo essencial para se ver a Deus.
“Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;” Mateus 5.8


QUARTA LIÇÃO - FIQUE TODO O TEMPO POSSÍVEL PERTO DAS PESSOAS QUE GOSTAM DE VOCÊ.

“Amai-vos cordialmente uns aos outros, com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” Romanos 12.10

Mas essa quarta lição só pode ser aprendida quando eu vivo as outras três lições, quando eu me dou valor, quando eu sou humilde e quando eu guardar apenas coisas boas no meu coração, então eu serei alguém que as pessoas gostam de estar perto. Esse tipo de amor é chamado fraternal, um amor sem interesses.
Não há nada melhor do que estar perto de alguém que gosta de estar perto de mim apenas por estar. É perto desse tipo de pessoa que eu devo ficar, exemplos desse tipo são minha própria família e amigos.

Algo interessante é que, vivendo as outras três lições aqueles que não me conhecem em pouco tempo gostaram de ficar perto de mim, pois reconheceram em mim a alegria e o viver de Cristo, eu serei um veiculo transmissor de amor e paz. Serei aquele tipo de pessoa que todos amam e admiram um exemplo de vida Cristã próximo de Cristo.

Andei pensando como as atuais vovós e vovôs vivem ou viveram tanto, encontrei a resposta na Palavra de Deus. Mesmo aqueles que não conhecem a genuína verdade, praticaram o quinto mandamento do antigo testamento mesmo sem saber (“Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor, teu Deus, te dá.” Êxodo 20.12). A educação dos antigos é tremendamente maior que a da nossa atual sociedade, eles obedeciam aos pais apenas por respeito, davam valor a coroa cinza sobre os cabelos.

Esse versículo é imperativo, ou seja, uma ordem, “Honra a teu pai e a tua mãe...”, não é uma escolha e sim uma ordem. Honra aos meus pais é obedecê-los, sujeitar a sua autoridade. Há uma promessa de Deus tremenda nesse versículo, algo que é desejado por muitos, a longevidade, mas essa promessa só pode ser alcançada quando a ordem é obedecida, esse mandamento do antigo testamento é mantido no novo testamento com algo a mais (“2 - Honra o teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; 3 - Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.” Efésios 6.2-3), é considerado o primeiro mandamento com promessa, é algo que eu posso alcançar obedecendo a instrução para receber uma vida longa e boa.

Mas o que a quarta lição (“Ficar todo o tempo possível perto das pessoas que gostam de mim”) tem a ver com o meu pai e com a minha mãe? Simples, você acha que exista alguém além de Cristo que te ame mais do que seu pai e sua mãe? A resposta é não, não existe ninguém.

“Vós, filhos, obedecei em tudo aos vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor.” Colossenses 3.20

Ouça com atenção os seus conselhos, honre-os na velhice, ampare com os seus recursos, sua atenção e companhia.

Para completar essa lição temos de ver como é importante permanecer perto dos amigos. Amizade é algo que não esta a venda, faz parte de uma conquista, não tem preço.

“Em todo o tempo ama o amigo; e na angústia nasce o irmão” Provérbios 17.17

"Amigo é alguém que se achega quando todo mundo se afasta." Anônimo

Amigos são aqueles que nos compartilhamos o que gostamos, dividimos nossos problemas, nossas duvidas.

Minha vovó sempre foi rodeada por filhos, filhas, netos, netas, bisnetos, bisnetas, agregados, agregadas etc. Mas porque tanto carinho? Quando eu me dou valor, quando eu sou humilde e quando eu guardar apenas coisas boas no meu coração, então eu serei alguém que as pessoas gostam de estar perto, algo que as pessoas desejam ser, amados por todos.

Essas são apenas quatro das várias lições que aprendi. Lições para toda a vida que nunca irei me esquecer, sempre terei guardadas no melhor lugar do meu coração junto com a pessoa que me ensinou, as lições de vida da minha querida vovó Amália.

Autor: Daniel N. Batista.
Ministrado: 16/08/2008, no culto de Jovens da 1ª Igreja Batista em Pongaí.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Não serão aceitos comentários sem identificação.

 
Exibir/Esconder
Top